TRATAMENTO AVANÇADO DA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA


A insuficiência cardíaca afeta milhares de pessoas todos os anos. Estima-se que somente nos Estados Unidos quase 700.000 pessoas são diagnosticadas com insuficiência cardíaca todos os anos. Sendo está a principal causa de internação hospitalar em pessoas acima do 65 anos.

O que é insuficiência cardíaca?

A insuficiência cardíaca não significa que o coração parou de funcionar mas sim que a sua capacidade de bombear sangue encontra-se diminuída, o coração está mais fraco.

Essa condição faz com que o sangue se movimente ao redor do corpo com maior dificuldade e lentidão prejudicando o transporte de oxigênio e nutrientes para as células do corpo. Essa dificuldade faz com que o indivíduo possa apresentar cansaço, falta de ar, fraqueza, diminuição do apetite e inchaço pelo corpo, especialmente nas pernas. Como resultado deste enfraquecimento do coração, o mesmo, pode tornar-se aumentado ou mais enrijecido prejudicando ainda mais o seu funcionamento. Com o passar do tempo os rins respondem conservando/retendo mais líquidos no corpo e todos os órgãos.

A insuficiência cardíaca pode se instalar de modo súbito, como em um infarto agudo do miocárdio ou mais lentamente, eventualmente ao longo de muitos anos.

O que causa a insuficiência cardíaca ?

Diversas condições podem causar a insuficiência cardiac, as principais são:

  • Doença arterial coronária: A doença arterial coronária é uma doença que causa entupimento progressive das artérias do corações restringido a capacidade do mesmo de receber sangue de maneira adequada e consequentemente atrapalha o seu funcionamento. Quando estes entupimentos são causados de forma súbita eles são conhecidos como infarto agudo do miocárdio.
  • Cardiomiopatia: É uma lesão direta ao músculo do curacao causada por outras causas que não o o entupimento das artérias. Pode ser resultado de abuso de álcool e drogas, como também de alterações crônicas das válvulas do coração.

Como se trata a insuficiência cardíaca ?

Atualmente existem múltiplas opções para o tratamento da insuficiência cardíaca. Todas eles incluem a utilização de diversas combinações de medicamentos, além da modificação do estilo de vida, atividade física e dietas.

Entre os medicamentos mais utilizados podemos citar: Inibidores de conversão da angiotensina, Bloqueadores do receptor de angiotensina 2, beta-bloqueadores, digoxina, diuréticos, vasodilatadores, inibidores da aldosterona, bloqueadores de cálcio.

Infelizmente, muitas vezes, apenas a combinação de remédios, não é mais suficiente para melhoras os sintomas e nestes casos pode ser necessária algum tipo de intervenção cirúrgica/operação.

Quais procedimentos cirúrgicos podem ser utilizados ?

A cirurgia é um recurso indicado tanto para corrigir a causa de base da insuficiência cardíaca como para reverter ou impedir o seu avanço. O tipo adequado de cirurgia depende da causa e das condições clínicas do paciente, mas podem incluir:

  • Revascularização do miocárdio: Este é o tipo de cirurgia mais comum para o tratamento da insuficência cardiac, e busca redirecionar o fluxo sanguíneo para áreas com entupimentos. Diversas técnicas podem ser utlizadas neste procedimento que podem ser vistas aqui.
  • Cirurgia Valvar: Quando o problema inicial ou a consequência da insuficiência cardíaca é alguma das válvulas do coração, pode ser necessário o seu reparo ou troca. Diversas técnicas podem ser utilizadas neste procedimento que podem ser vistas aqui
  • Ressincronização Cardíaca: A insuficiência cardíaca avançada pode determinar alterações nos impulsos elétricos do coração fazendo com que o mesmo se contraia de maneira descoordenada. Em casos como este pode ser útil/necessário a utilização de marcapassos especiais que promovem o rearranjo da contração cardíaca conhecidos como ressincronizadores. Este técnica pode ser conhecida aqui
  • Dispositivos de Assistência Ventricular: Os dispositivos de assistência ventricular, como são conhecidos os corações artificiais, são bombas especiais que podem ser implantadas no indivíduo e que substituem a função de bombeamento sanguíneo do coração. Elas podem ser de implante provisório, utilizadas quando existe a possibilidade de recuperação do coração, ou definitivo quando não existe a possibilidade de melhora do coração. Atualmente, existem bombas portáteis que inclusive permitem que o paciente vá para casa e realize atividades habituais. Estes dispositivos podem ser implantados em caráter de emergência, como em casos de graves infartos do miocárdio ou eletivamente em pacientes portadores de insuficiência cardíaca crônica ou que encontram-se em fila de espera de transplante cardíaco. Vale ressaltar que dispositivos miniaturizados permitem inclusive o transporte de pacientes críticos por longas distâncias, como por exemplo em outros estados por remoção aeromédica.
  • Transplante Cardíaco: Um transplante cardíaco é considerado quando outras técnicas de correção da insuficiência cardíaca não sã capazes de recuperar a função do coração.

dispositivo-substituicao-pulmonar

dispositivo-assistencia-cardiaca-heartmate

dispositivo-heartware-assistencia

Dispositivo de substituição pulmonar em paciente crítico (exemplos de uso são pacientes com infecções pulmonares graves, insuficiência respiratória) Exemplo de dispositivo de assistência cardíaca temporário de implante periférico Exemplo de disposto de assistência cardíaca totalmente implantável